Dois representantes da Ômega Energia – empresa que está implementando a obra de produção de energia eólica com parque em fase de conclusão no litoral de Paulino Neves, estiveram esta semana reunidos com vereadores e com o prefeito Roberto Maués para debater sobre a contribuição do empreendimento para o município.

Questionamentos à empresa foram feitos pelos vereadores.

A vereadora Ana Lúcia, disse que a empresa poderia estar fazendo mais por Paulino Neves.

Vereador Edvan, questionou a possibilidade da empresa ômega pavimentar as ruas.

Diante dos questionamentos à Ômega, Alice Jenard, disse “a empresa tem sim um olhar voltado a Paulino Neves” e que há a possibilidade de investimentos, porém, há um orçamento que deve ser analisado.

Quanto a compensação ambiental, paga ao Estado do Maranhão em torno de 0,5% (meio por cento) do custo do projeto.

E sobre investimentos diretos em Paulino Neves, o Estado ficou de asfaltar a estrada e a empresa propôs no ano passado que o município de Paulino Neves elaborassem um Plano Diretor. E que diante do atraso das obras da estrada a Ômega assumiu o que chamou de novo compromisso: “para minimizar a poeira nos povoados, o compromisso é colocar bloquete nos povoados e construir pontos [pavimentados] de observação ao longo da estada, pois o compromisso da empresa era entregar a estrada na piçarra” disse Alice.

O prefeito Roberto Maués se posicionou dizendo “que devido ainda não existir Unidade de Conservação Ambiental os recursos de compensação ainda não estornaram ao município”.

Relatou também que cobrou do Secretário Municipal de Meio Ambiente para agilizar o processo organizacional dessa Unidade e assim os recursos sejam estornados ao município.

Cobrou ainda do Estado que seja destinado maior valor do repasse de compensação ambiental ao município de Paulino Neves para que este recurso seja investido em ações voltadas para o meio ambiente.